24 de abr de 2007

Salgueiro Maia


Simpatizo com esta figura que ajudou a conquistar com risco da sua prórpia vida a Liberdade para todo um povo. Quem não se lembra das imagens do filme "Capitães de Abril" sobre o assalto a Lisboa comandado por Salgueiro Maia, nomeadamente quando avança com uma arma numa das mãos e megafone na outra sobre as tropas resistentes ao regime ditatorial, acabando por desse modo dar voz de prisão ao regime que durante cerca de meio século controlou, censurou e exerceu com mão de ferro um poder violador das liberdades mais elementares do mais comum dos mortais.
Um dos aspectos que me seduz neste Homem prende-se com a sua simplicidade e recusa de protagonismo. Outros por menos fartam-se de vangloriar sobre os seus préstimos para uma conquista de liberdade...e se calhar por isso enveredaram pela carreira política e chegaram bem longe. Salgueiro Maia foi sempre coerente acabando por ser ostracizado, num mundo que não é compatível com valores dessa envergadura, tanto na esfera política como militar por aqueles que nunca ousaram ter a coragem demonstrada pelo "capitão que venceu a morte".

O Homem que costumava referir que existiam "os Estados Socialistas, os Estados Capitalistas e ainda...o Estado a que chegámos!" é colhido pela morte aos 47 anos e encontra-se sepultado na sua terra natal, Castelo de Vide.
A estátua que apresento nesta fotografia acaba por ser um "ex-libris" de Santarém e foi tirada na última saída do Clube de Arqueologia.
Posted by Picasa

10 comentários:

Farinho disse...

Houve pessoas que sofreram muito antes de rebentar o 25 de Abril, o meu avô até as orelhas lhe cortaram por causa daquelas reuniões clandestinas que se faziam, e uma senhora de quem eu gosto muito esteve presa em Peniche, sofreu atrocidades horriveis enquanto lá esteve.

Eu fiz um trabalho sobre o 25 de Abril à dois anos de um curso que estive a fazer, andei a recolher testemunhos sobre pessoas que foram castigadas severamente antes da revolução, depois fiz um apanhado de tudo e ficou um trabalho interessante, pena não o ter comigo, mas hei-de de o reaver novamente, está no porfolio no ministério da educação.

Desculpe o testamento.


Beijocas

A COR DO MAR disse...

Salgueiro Maia, sem duvida um dos grandes.

Viste as escavações junto a esta sua estátua?? :))

Bom Feriado
Beijinho*

sonhadora disse...

Fazes parte dos meus sonhos.
Beijinhos embrulhados em abraços

al cardoso disse...

E depois de 33 anos podiamos dizer ainda: "O estado em que estamos"!

No entanto como a esperanca e a ultima a morrer, esperamos dias melhores hoje e sempre.

Vivam as liberdades neste dia conquistadas, que nos trazem direitos mas tambem o que muitos esquecem, deveres tambem!

Um abraco d'Algodres, com a esperanca que passe pela minha terra e seja bem recebido.

Pirate disse...

Isso mesmo.:
«simplicidade e recusa de protagonismo»
É pena que Homens assim sejam ostracizados na sociedade portuguesa, onde o que impera são as venalidades da exposição mediática, traduzidas em mensagens e práticas que pdem ser apelativas na forma, mas são sobretudo vazias de conteúdo...
Bem haja pela coragem e exemplo, capitão Salgueiro Maia !

Eduquês disse...

Salgueiro Maia um símbolo do 25 de Abril. Aguém para quem os valores e a coerência eram uma questão de honra.
Parabéns pelo post.

=^.^= Tarina =^.^= disse...

E viva a liberdade!!!!

Bom 25 de Abril!!!

=^.^=

Sei que existes disse...

E viva à revolução de 25 de Abril de 1974!
Beijocas

Lu disse...

Às vezes penso que precisavamos de outra revolução... as coisas não andam nada bem neste nosso país.

miguel8c disse...

Ontem deu um filme na rtp1 muito interssante sobre Salgueiro Maia retratava o que aconteceu no dia 25 de abril.