28 de mai de 2007

Passeio Arqueológico


No dia 2 de Junho, no âmbito da Festa da Família, o “Arqueólogo-Moura” vai realizar uma saída gastronómico-cultural pelas Terras de Sicó, proporcionando deste modo a oportunidade de algumas pessoas vivenciarem um pouco da dinâmica do Clube de Arqueologia. O objectivo será descobrir alguns pequenos paraísos que se encontram afastados da maior parte dos olhares, apesar de estarem aqui tão perto. Saberes ligados à Geografia, História, Ciências da Natureza, entre outros farão parte do ar que vamos respirar em paisagens dignas dos melhores filmes de Hollywood...
Quem tem acompanhado as aventuras do Clube de Arqueologia pelos vários artigos publicados no Olarilas, no Ecos ou até mesmo aqui neste meu/nosso espaço pode manifestar a sua vontade de particiar nesta “escapadela arqueológica”enviando um mail para arqueologomoura@hotmail.com ou pedindo ao seu educando que o faça junto do professor Carlos Moura.
As inscrições terão um custo de 5 euros e estarão limitadas a um máximo de 16 participantes, que deverão comparecer junto do torreão no dia 2 de Junho pelas 9.30… fazendo contas de estar de regresso pela hora de almoço ! O transporte será feito em carrinhas do colégio e pede-se que tragam roupa confortável, sapatos TT e calções para poder passar por ribeiro...ou algo parecido!!!
Increve-te nesta aventura digna do Indiana Jones…
Posted by Picasa

Programa das festas...

Depois de passada a semana das Provas de Aferição...já pude sintonizar alguns dos meus neurónios à Festa da Família que anunciei neste meu/nosso espaço. Os meus blogomigos ficam desde já convidados a participar neste evento.

Dia 1 de Junho:


Jantar Dançante (19h) - no pátio Interior, organizado pelas turmas A e B do 9ºano, com o Grupo de Baile MTV. Entrada: 3,5 €
Representação teatral (21h.) “ A Revolução de 1640”, no Salão de Festas, produzido e realizado por: Prof. António José Franco, com os promissores actores... turma do 6ºB.

Dia 2 de Junho:


Recolha de Sangue (9.30-13h.)
Torneio de Andebol (9.30-19h)
Passeio Arqueológico CAIC (9.30)
2ª Speed Bike CAIC (11h.)
2ª Torneio de Xadrez S. Francisco Xavier (11h - 17.30)
II Solnec (13h -18h)
Actividades lúdicas (13h-18h): demonstração de arco e flecha, jogos de futebol, passeios de canoa, grupos musicais, pinturas de rosto, ginastas, barracas de comes e bebes (porco no espeto, sardinhada, petiscos variados…)
Missa Vespertina (18h)
Final do Clube dos Talentos, com a entrega das medalhas de mérito no intervalo - (21h)

Dia 3 de Junho:

Torneio de Voleibol - (10h. - 17.30)


Dia 16 de Junho:

XXXIIIº Festival da Canção CAIC -21 horas, no Salão de Festas.

Posted by Picasa

26 de mai de 2007

Baile de Finalistas 2007

No passado dia 19 de Maio, realizou-se no CAIC mais um Baile de Gala onde pais, amigos, familiares, alunos, docentes e não docentes puderam homenagear os alunos finalistas deste ano. A maior parte destes alunos com 8 anos de caminhada no CAIC, ou seja quase metade das suas ainda curtas vidas, alguns com 7 anos de História com o "Arqueólogo-Moura"... é obra!!
Um dos pontos mais altos deste evento consiste numa apresentação multimédia que cada turma faz, neste caso as três que temos, onde aparece aluno a aluno com fotografias que acabam por o identificar e transmitir um pouco da sua marca pessoal. As turmas aproveitam o facto para homenagear os seus Directores de Turma e algumas alargam essa homenagem aos seus professores.
Eu a certa altura acabei por fazer uma pequena reflexão em relação ao pequeno grupo que acompanho desde o 10º ano, sendo que alguns já me acompanhavam desde o 6º ano, onde passou pela minha memória não as centenas de horas passadas dentro da sala de aula, mas as muitas horas/dias inteiros vividos de forma intensa nas inúmeras actividades que lhes proporcionei das quais se destacam a viagem-maratona a Mérida, o baptismo de mergulho na Lourinhã, o deslumbramento na Frecha da Misarela, a desmotivante Assembleia da República compensada por uma Baixa Pombalina "redescoberta", a participação numas jornadas sobre Coimbra oitocentista, as Exposições dos "Grandes Mestres da Pintura" e dos "Diálogos de Vangurada", a romântica Quinta da Regaleira e o enigmático Espaço Memória dos Exílios. O princípio orientador que me levou a dedicar tantas energias na organização destes momentos, assim como na diversificação de materiais apresentados no decorrer das aulas que me levaram a adquirir inúmeros filmes, documentários, CD's áudio, revistas, livros... foi sempre o de proporcionar a este grupo de alunos momentos motivadores e facilitadores de verdadeiras e significativas aprendizagens.
Será que valeu a pena ?
Sou levado a seguir um pensamento de um prestigiado poeta português que afirmava " Tudo vale a pena quando a alma não é pequena". Quanto ao tamanho das almas apenas posso pronunciar-me sobre a minha... que para estes alunos sempre se mostrou grande e dedicada.
Posted by Picasa

21 de mai de 2007

Campeões



No Sábado passado, acompanhei o meu "campeão" Guilherme até ao Alto Alentejo com o objectivo de participar no XIII Meeting de Portalegre. Esta foi a primeira prova que realizou como cadete e acabou por marcar nos 50 metros a seu primeiro tempo para "cadastro", uns interessantes 42.07 segundos, que permitiram tocar em primeiro na parede. Curiosamente esta prova foi realizada oito dias depois de comemorar o seu 9º aniversário e deliciar todos os presentes com um bolo com o seu/nosso DRAGÃO vitorioso. O ambiente festivo começa a ser algo banal dado que em 9 anos de vida já assistiu a 6 títulos nacionais, 5 Taças de Portugal, 1 Taça UEFA, 1 Taça dos Campeões Europeus e 1 Taça Intercontinental...
Para termos cá em casa dois fins de semana em festa...o FCP acabou por deixar a comemoração do título só para este fim de semana.
Posted by Picasa

15 de mai de 2007

Festa da Família

No primeiro fim de semana de Junho vai decorrer no Colégio da Imaculada Conceição a já tradicional Festa da Família onde se esperam momentos de profundo envolvimento e diversão entre todos os elementos da comunidade educativa do CAIC (Colégio da Imaculada Conceição). Este ano coube-me a mim organizar este evento que vai contar com uma dinâmica um tanto quanto diferente já que o Sábado vai ser palco do II Festival SOLNEC. Este núcleo de Escolas Católicas da Diocese de Coimbra que dinamizou este ano a participação no jogo da Académica-F.C.Porto (já alvo de um post anterior) pretende este ano ajudar a APPACDM de Coimbra. Deste modo todos os fundos que conseguir angariar serão para ajudar na aquisição de uma carrinha para a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental, de Coimbra.

O programa da Festa da Família será o seguinte:

Dia 1 de Junho:
Jantar convívio dinamizado pelas turmas A e B do 9º ano de escolaridade
Peça de Teatro "A Revolução de 1640" produzida e realizada pelo 6º B

Dia 2 de Junho:
2ª Prova de Speed Bike CAIC
1º Passeio TT CAIC - Pelas Terras de Sicó
Torneio de Xadrez Xa-Vier
Recolha de sangue pelo Instituto Português do Sangue
Torneio de Andebol
Demonstração de Arco e Flecha
II Festival Solnec - actuações variadas, jogos de futebol, danças, passeios de canoa e barco, jogos tradicionais, sardinhada, porco no espeto, barracas variadas com petiscos, grupos musicais (para já confirmados os Level XXI e os Ranch Evolution) ...
Missa Vespertina
Final do Clube dos Talentos

Dia 3 de Junho:
Torneio de Volei

Dia 16 de Junho: XXXIII Festival da Canção CAIC


Promete...
... e fica o convite aos meus blogomigos!! O CAIC terá todo o gosto em vos receber neste momento festivo.

Posted by Picasa

12 de mai de 2007

Que maravilhas ?


Os meus blogomigos devem ter estranhado a ausência de quase uma semana do Arqueólogo-Moura. Eu próprio estranhei!! Num ano e pouco de blog nunca a ausência tinha sido tão grande. Mas o meu sistema de auto-controle físico-emocional que ajuda a gerir o tempo levou a que fosse o blog a ficar de lado. Os meus neurónios andaram pelo Teste Intermédio de Matemática do 11º ano, pelas Provas de Aferição do 6º ano, pela Festa da Família (a não perder no fim de semana de 2 de Junho), pelas tradicionais aulas a leccionar durante a semana e testes que se começam a avolumar na secretária.

Acabei de comprar um guia elaborado para o Modelo/Continente que se intitula "Guia das Maravilhas de Portugal", que apanha esta onda colectiva dos tops a atirar para rankings... dos monumentos mais interessantes deste rectângulo à beira mar plantado. Por um lado fico satisfeito que o património seja alvo de uma campanha de divulgação junto das massas, que na maior parte desconhece quer os monumentos elencados, quer o contexto em que foram gerados. Por 2 euros podem ter um livrinho interessante com cerca de 260 páginas...a cores.
Fico insatisfeito é com a ausência de um dos achados arqueológicos mais importantes do século passado, a nível mundial, que se encontra no Douro Vinhateiro. Refiro-me às Gravuras do Vale do Côa onde se podem observar as obras de arte mais antigas da humanidade na versão original, in loco.
Tiro o chapéu ao semanário francês L'Express International, que na edição nº 2580, de Dezembro de 2000...elencava Les sept nouvelles merveilles du monde, na viragem para o novo século. Este trabalho foi desenvolvido por especialistas em Arte, História e Arqueologia... o que faz com que eu volte a tirar o chapéu, uma vez que não cairam no populismo de fazer por telefone estas escolhas que devem ser sérias.
Aparecem os seguintes locais: Mehrgarh, uma das primeiras cidades com cerca de 7 mil anos, no Paquistão, Zeugma, um tesouro da época greco-romana, na Turqia, Bonampak, fazendo memória aos Maias, no México, Xi'an, com os enigmáticos soldados em argila, na China, Tassili des Ajjer, com arte rupestre na Argélia, Pâques, na ilha misteriosa da Páscoa...e FOZ CÔA, un Lascaux portugais, segundo a revista que lhe consagra 4 páginas.
Gostei deste estudo e guardo religiosamente esta revista!

Dá vontade de perguntar: e você já foi a Foz Côa?
Eu já lá fui umas 10 vezes...nos cerca de dez anos que se encontra aberta ao público!!
Posted by Picasa

6 de mai de 2007

A fotografia et moi...


A relação do "Arqueólogo-Moura" com a fotografia é bastante profunda e antiga.
Desde pequeno que via o meu avô paterno e o meu pai a tirarem muitas fotografias e diapositivos, os quais davam uns serões muito interessantes às escuras com a máquina de projectar os "slides" numa tela própria, o que acabou de forma indirecta meter o vicio no pequenito Moura.
No final do curso, de História da Arte para quem ainda não tinha apanhado esta revelação do pseudo-arqueólogo, a prenda que pedi aos meus pais foi uma Canon EOS 1000 FN equipada com uma objectica 35-70 e uma 80-200...
Lá acharam que eu era merecedor e com esta máquina inscrevi-me num curso de Fotografia, no Instituto Português da Juventude, em Coimbra, que durou de 18 a 29 de Abril de 1994, no qual após uma introdução teórica, fomos para a rua alguns dias tirar fotos para depois aprendermos a revelar em estúdio. Tudo no campo do preto e branco. Foi uma experiência fora de série onde para além dos conhecimentos que adquiri fiquei com alguns amigos.
Quando me chamaram para a entrevista no colégio lá apresentei a ideia de criar um Clube de Fotografia... o que foi logo aceite pelo Director Padre Jorge Sena. Lá equipei uma sala com os produtos necessários para a revelação a preto e branco e após saídas com os alunos revelava juntamente com eles o que se tirava. Depois peguei no Clube de Arqueologia...e a fotografia ficou-se pelo caminho.

Entretanto aderi, após um período de grande renitência, ao digital com uma Sony P-100 e mais recentemente com uma Canon EOS 400D... e no princípio deste mês desafiado um pouco pela autora do Arco-Íris, a LU, criei um blog só de fotografia para amantes dessa arte. Como os tempos que se avizinham vão ser de grandes trabalhos para o Arqueólogo-Moura com a preparação da época de Exames Nacionais, a Festa da Familia do CAIC, aulas e testes... vou apostar um pouco na publicação diária de uma fotografia no:

http://moura.aminus3.com/

Ps- na fotografia estão alguns dos trabalhos realizados no curso e na foto central apareço... o 2º a contar da direita para a esquerda!
Posted by Picasa

Colmeal da Torre

Ao sairmos de Belmonte em direcção à Guarda pela estrada antiga encontramos Uma povoação denominada de Colmeal da Torre. Podemos ver uma estação arqueológica romana a que vulgarmente se chama de Centum Cellas, antiga villa romana do séc. I., ligada à exploração agrícola e mineira da região. Impressiona a sua torre altaneira, construída com enormes silhares de granito, e as escavações puseram à vista a planta do resto do edifício e as suas diferentes fases de construção.

Ps- obrigado pelos comentários a dar conta de que as fotografias não estavam no ar... cá para mim raptaram-nas. Por isso optei por colocar apenas uma desta vez.

5 de mai de 2007

3 de mai de 2007

Manjar dos Deuses...



Hoje o Arqueólogo-Moura concretizou um desejo antigo... comer um arroz de Lampreia confeccionado por alguém que é tido como um verdadeiro expert na arte de preparar este ciclóstomo de corpo anguiliforme. Estavam reunidas todas as condições para que a primeira vez corresse bem, ou melhor muito bem, pois existiam dois belos exemplares de lampreia na versão feminina (com ovas que tanto adoro), um simpático grupo de amigos e uma Sra. Dona Alice que prepara de forma sábia esta iguaria. Sublime é o que posso dizer sobre o arroz (que se assemelha ao tradicional arroz de cabidela) e a lampreia com a sua "molhonga" deliciosa!!!!
Este grupo de amigos está grato ao amigo TóZé, o tal das "Histórias e Sabores", e aos sábios dotes culinários de sua gentil mãe, a Sra. Dona Alice.
Agora que comi e gostei...só tenho receio de a comer preparada por outras mãos!

Ps- curiosamente ao final do dia comprei a revista Sábado que a partir de hoje vem acompanhada de um guia gastronómico de Portugal, onde se podem ver receitas tradicionais e restaurantes. Esta semana a região contemplada foi o Minho...e lá aparece como entradas umas empadas de lampreia, o arroz de lampreia, a lampreia à bordalesa...para não falar das papas de sarrabulho e o pudim do abade de Priscos que parece ter sido criada pelo abade Manuel Joaquim Machado Rebelo, na freguesia bracarense de Priscos, no século XIX.

Posted by Picasa

2 de mai de 2007

O Madeiro

Em Belmonte, os jovens que vão às Sortes (Inspecção Militar) cortam o Madeiro, transportam-no para o Adro da Igreja e deitam-lhe o fogo, na véspera de Natal, para aquecerem o Menino Jesus.
À meia-noite, as pessoas que assistem à Missa do Galo aproveitam o calor gerado pelo Madeiro...cantando temas de Natal até ao amanhecer.
Parece que aqui a Tradição continua a ser o que era...
Posted by Picasa

1 de mai de 2007

Sapateira Santa


Tenho andado a escrever tanto nos posts...que decidi hoje premiar os meus blogomigos com um post mais virado para a vista e paladar! Uma sapateira sabiamente preparada no Restaurante A Rocha, aqui tão perto, no Pedrogão!
Posted by Picasa