1 de set de 2006

O "5º Touro"...




Parece estranho referir-me ao "5º Touro" depois de ter afirmado em posts anteriores que as touradas à corda se fazem com 4 touros!?

E se calhar muitos vão à Terceira e apenas reparam e tomam contacto com 4 touros!
Posso considerar-me um sortudo por ter um amigo na Terceira que me levou aos "bastidores" das touradas à corda, ou seja, a todo um universo imenso que está no interior das casas dos residentes da rua, praça, ou outro local onde se desenrola a referida tourada.
O dia da tourada é um dia muito importante para essas pessoas que começam logo pela manhã a preparar a casa para receber todos os amigos e amigos dos amigos (eu fiz parte deste grupo...)!! E que recepção calorosa a deste povo que apresenta petiscos caseiros de sabor inesquecível, "fresquinhas" em quantidade suficiente para "todos" os que por ali passam (por vezes uma simples casa dispende mais de 200 litros de cerveja!). Por estes motivos se diz que o 5º Touro por vezes é o mais bravo! As touradas começam normalmente por volta das 18.30 e o 4º Touro só pode sair para a rua até às 20.30...e o "5º Touro" recolhe-se já depois das doze badaladas...
As fotografias foram tiradas na casa do Sr. Fernando que se encontra ligado a uma das mais prestigiadas ganadarias, a Casa Agrícola José Albino Fernades, e sendo amigo do meu estimado Marcos Couto recebeu-me a mim e ao meu sogro com grande simpatia! Referir também as sábias conversas tidas com o Sr. José Couto que em muito nos ajudaram a compreender os hábitos e costumes dos terceirenses.
Nas fotografias podemos observar um touro mítico que tinha o número 345!
Esta tourada à corda no Lameirinho foi uma experiência fantástica para mim e para o autor do http://dispersamente.blogspot.com !!
 Posted by Picasa

9 comentários:

Tozé Franco disse...

Estava a ver que nunca mais chegava o 5º Touro.
Bem dizia eu que as corridas só serviam para abrir o apetite.
Viva o Marcos Couto. Ai que saudades dos pastéis e do verdelho.

Gaivota disse...

Cá estou a visitar o seu blog. Isto é que foi passear e fotografar a Ilha Terceira!
pois é, agora já sei que esteve cá há bem pouco tempo.
essa tourada do Lameirinho é famosa pelo "Chafariz", que corre cerveja. Não o viu?
O meu marido é um dos grandes aficionados desta Ilha, e conhece o seu amigo. Diga-lhe que é o "Jorge Gato"!
Gostei do seu blog, vou vir mais vezes espreitar as novidades e vou dar a conhecer à minha amiga Azoriana, que ela tem um blog espectacular!
Um abrço.
Qualquer coisita, é só dizer!
Chicailheu

azoriana disse...

Olá!
Já estive aqui antes após mirar muito bem o blog Dispersamente. Agora tenho mais um blog para mirar de igual forma pois tenho bons motivos para tal.
É que quando falam assim tão bem da nossa ilha dá vontade de voltar e abraçar.
Hoje o dia amanheceu um bocado cinzento e eu estava de acordo com esse tom, mas ao ver o seu comentário acerca do "Pezinho de Nossa Senhora" todos os tons cinzentos se levantaram e senti que já tinha dado um bom contributo à humanidade, nomeadamente a si, que ficou com mais uma relíquia de uma zona da ilha.
Agora, apetece-me perguntar-lhe em que livro ou revista leu acerca daquele "fenómeno" religioso? É que há coisas que ainda não "descobri" totalmente mesmo vivendo cá todos os dias. Por vezes vou descobrindo lá fora o que se passa cá dentro.
Um grande abraço e ainda bem que esteve no "5º toiro" e não teve mácula. :)
Vou adicionar este blog à minha lista no Índice temático, que é um anexo do meu blog.
Rosa Maria

ilhas disse...

Estou deveras encantado com tanta gente que esteve nesta ilha e a levou no bico ao ponto de a divulgar de uma forma que muitos de nós até não o saberiam fazer. foi pena não nos termos encontrado! voltarei aqui de certeza. abraços e obrigado pela visita

asn disse...

Então e as "Donas Amélias", não esquecer que são uma delícia!(ou são os ditos pastéis?).
Acho que vou montar uma empresa de importação dessas delícias para vender aqui no "contenente", vindas directamente da origem, ó freguês!...
Após este excelente intercâmbio entre esta rapaziada aqui do continente e a da Terceira, porque não avançar com uma tertúlia organizada? Aqui fica a ideia, se bem que, espontaneamente ela aí está! Só é preciso é não nos esquecermos na voragem do tempo e da Rede Global.
Pró que der e vier! E eu for capaz!
antonio

azoriana disse...

Dedico-lhe um artigo acabadinho de escrever. Espero que goste.

Moura disse...

Caríssimas Gaivota, Azoriana e Ilhas
Estou muito contente pela vossa visita. A minha paixão pelos Açores surgiu o ano passado quando estive na Ilha de Santa Maria, que achei um mimo pela calma e dimensão que nos acaba por proporcionar um óptimo descanso, o que acabou por dar numa série de posts que escrevi durante o mês de Julho. E logo decidi que os meus próximos anos seriam dedicados a conhecer bem e a "fundo" os Açores. Pela amizade que tinha ao Marcos Couto (foi professor na minha escola uns três anos) optei por viajar até à Terceira.
Aposta ganha e para o ano estarei a visitar o Faial, em Agosto!
Abraços para vocês todas!

Ps- o meu blog também vos ajudará a conhecer partes interessantes aqui do nosso "Continente profundo".

Moura disse...

Cara Gaivota,
eu sabia do tal "chafariz" mas depois das 3 casas que visitei...já não dava para mais!! Comi um caldo de peixe divinal que enquanto me lembrar dele...vai ser difícil saborear um melhor!!
Um abraço

azoriana disse...

Agradeço os comentários aqui e lá no meu blog. Só aconteceu uma anomalia no artigo e tive de republicar e quando recoloquei o comentário fico com data diferente.
Julgo que não seja problema.
Abraço