27 de fev de 2007

Tradições...


...que se perdem no tempo.

Dizem fontes que a festa de Podence se imerge no domínio dos tempos até às antigas Saturnais romanas – celebração em honra de Saturno, Deus das sementeiras. Deste modo pretende-se acalmar a ira dos Céus e garantir favores de uma boa colheita. E a dupla máscara acentua a relação, ao lembrar uma das duas importantes divindades romanas: Jano, Deus do passado e do futuro e também do presente, senhor dos portões e entrada, da guerra e da paz e dono de todos os princípios. O filho de Apolo, que um dia partilhou o trono com Saturno e conjuntamente civilizaram os habitantes de Itália, levando-os a tal prosperidade que ao reinado chamaram era de ouro, é geralmente representado com duas caras por ser do passado e do futuro, e principalmente, por ser símbolo do SOL.
Nos dias de hoje a agricultura continua a ser, em Podence, a principal actividade da população. Da terra se extrai cereais e castanhas, embora nos últimos anos , tenha aumentado a produção de azeite. A aldeia de Podence parece ter força suficiente para manter tradição e garantir a vida a estas figuras, recheados de homens endemoninhados, armados de chocalhos e rédea solta para as tropelias

Segundo um comentador ao meu último post estas tradições também estão relacionadas com os celtas.
Posted by Picasa

12 comentários:

al cardoso disse...

Deviam ser esses os carnavais que nos deveriamos promover nas nossas terras, sao tradicoes nossas e unicas.
No entanto sao as sambistas desnudadas em Fevereiro, que parece estar a dar!

Um abraco d'algodres.

Ana Patudos disse...

Olá boa tarde.
Concordo em absoluto com a opinião de al cardoso.
O carnaval já não é o que era...

Conheço bem a sua cidade de Leiria, aliás vou aí muitas vezes, tenho família aí. Família Quinta.
abraço
Ana patudos

cascão disse...

há tantos lugares fantásticos para visitar com o clube... mas se calhar com um novo membro nele?

p.s.
o novo membro era eu... se calhar

Moura disse...

quem sabe ?

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Bem... deve ter sido memso muito giro..
Há tradições espectaculares e essa deve ser uma bem fixe!

1 beijo =^.^= tarina

Ana Patudos disse...

Voltei novamente para te dizer que o museu de Carlos Relvas reabre já neste mês que vai entrar ( Março)
e a Casa Museu dos Patudos está aberta todos os dias (excepto á 2º feira para descanso do pessoal) e em dias feriados)
horário das 10 ás 12.30
das 14 ás 15.30
Se precisares de mais alguma informação que possa ajudar , estou aqui no Paúl dos Patudos.

Já agora posso dizer-te que tenho um filho de 20 anos que está a estudar na Escola Profissional de Arqueologia de Marco de Canavezes no Freixo, está no último ano do curso de assistente de arqueólogo. Ele gosta mesmo daquilo e em segundo lugar gosta e vive para a música ( dentro da linha de Jean Michel Jarre ). è um miudo fixe (sou um bocado suspeita)
Fica bem
Ana Paula

Chama Violeta disse...

Gostei de aprender e apreciei o colorido das misturas de cores!!!

Beijos de luz...

Isadora Lis disse...

Moura,
pelos seus posts, deve ser muito divertido o carnaval de Portugal.

Boa semana,
Isadora.

cascão disse...

a sério? isso é um quem sabe positivo ou negativo?... o stor é o MAIOR!

Maria disse...

Pois eu espero que esta tradição (e outras, no nosso país) não se percam nunca, pois fazem a nossa História...

Um abraço

miguel8c disse...

quantos anos tem esta tradição o stor sabe que fatos malucos são feitos de k?

manuel neves disse...

Viva!

Realmente o que tem o Carnaval importado das Terras de Vera Cruz a ver com o genuíno português?!
Aquelas meninas "despidas" ás vezes até dá arrepio de ver, com o frio que faz.

Obrigado pela passagem pelo "populus"

Um Abraço