16 de fev de 2007

A substância do tempo !

Hoje tenho ao início da noite...lá pelas 21 horas, a tradicional reunião do 2º Período, com os Encarregados de Educação da minha Direcção de Turma. Como é habitual elaboro um documento que serve de guião e distribuo pelos presentes.
Vou partilhar neste meu/nosso espaço um primeiro momento da reunião que eu designo...

Para pensar...
Quando chove, é costume colocar um plástico sobre a roupa estendida para que não se molhe. “Guarda-chuvas” creio como se chama. Vendem-se nos hipermercados e nas lojas de ferragens.
Sobre a coberta da nossa quotidiana cultura de plástico, vão caindo gotas de inspiração, sugestões, ideias limpas de contaminação e de prejuízos calcários. Vêm das nuvens do pensamento, do céu de cada um e, se não as reconhecemos a tempo, perdem-se no trânsito desordeiro do asfalto, debaixo das pisadas apressadas dos transeuntes acelerados.
São a substância que perdemos debaixo dos guarda-chuvas do não pensar por chegar a tempo. Se nos escapam milhares de sensações que poderiam aquecer os campos ressequidos da imaginação; que poderiam ser alimento de projectos que morrem por falta de atenção e cuidado.
Ocorrem muitas coisas entre nós sobre o teto de plástico, que vagueiam sem rumo certo mas têm a trama da nossa história individual. Recolher essas gotas de chuva meticulosamente é escutar Mozart, é extasiar-se ante um entardecer na minha terra. E perante tudo é escutar o canto do outro “como o meu próprio canto”; é dar-se conta de que falta o vinho nas bodas de Canã… E então aquece o espírito, abre-se as alas de esse pássaro despercebido que todos levamos dentro, no espaço do coração.
(adaptado de Cármen Villamayor)

9 comentários:

Maria disse...

No tempo em que eu andava na escola nem havia reuniões de pais com professores, nem reuniões de coisa nenhuma, quanto mais a distribuição deste documento de uma beleza especial...
Bom fds

Professorinha disse...

Reuniões COM os pais... coisa pouco possível por estes lados...

bettips disse...

Venho saudar a tua forma de dirigires os jovens. Acho uma ideia fantástica essa de dares "algo" de profundo para pensar. É preciso educar, "culturar" ...até os pais... Bem Hajas. E continuamos para saber as voltas de "Carnaval"? Abç

sonia disse...

Imagino que tenha corrido bem. De um professor dedicado e de tão bom coração não se poderia esperar o contrário.
Obrigado pelo apoio que me tem dado. É das pessoas que mais saudades me vai deixar, quando sair do colégio.
Obrigado Sh.Professor ;)

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Uma das tuas famosas reflecções ;)

Sabes, não recebi as que me enviaste? Não manadaste p o mail do sapo? Não recebi :(

Bem, boa reunião...
melhor... já deve ter acabado lolol

=^.^= tarina

Isadora Lis disse...

Moura,
aqui no Brasil estamos comemorando o carnaval. Vcs portugueses comemoram o carvaval?

Jofre Alves disse...

Passei para ver a substância do tempo e ler o texto anexo. Óptimo fim-de-semana.

farinho disse...

Com os outros pais eu não sei, mas eu gosto de ir a essas reuniões para saber como os meus filhos estão a evoluir, apesar de só ter um na escola a outra ainda está no jardim infantil, mas gosto de comparecer para saber o seu desenvolvimento.

Beijocas

lurainbow disse...

Parabens como sempre um EXEMPLO a seguir como Professor...
jinhos