30 de jan de 2007

Canhão fluviocársico



O vale do Poio é um belo exemplo do que é um canhão fluviocársico ondeo encaixe é da ordem das duas centenas de metros e as vertentes, grosseiramente convexas, apresentam em resposta a diferenciação litológica, uma morfologia de pormenor em que se distinguem sectores perfeitamente verticais, as “penas”, por vezes com alturas de 30 a 40 metros, perfuradas por “buracas” e pequenas lapas que, associadas às cascalheiras que juncam os sectores convexos menos declivosos e raridade de vegetação arbórea e arbustiva contribuem para criar um cenário quase lunar.

O fundo semeado de oliveiras do Vale do Poio, raramente é percorrido por água nos dias de hoje. No entanto, nos invernos mais pluviosos, a água de circulação cársica pode brotar energicamente dos Malhadoiros, pequenas exsurgências ocasionais que funcionam como autênticas válvulas de escape do sistema subterrâneo que alimenta os Olhos de Água do Anços, originando um pequeno curso de água, afluente directo do Rio Anços.

Nas rochas calcárias desta área a vegetação é de cobertura escassa, formada por plantas herbáceas ou lenhosas de pequeno porte, fundamentalmente associada as fissuras de penhascos, escarpas ou muros e as rochas onde a acumulação de matéria orgânica permite maior disponibilidade de água e nutrientes minerais.

(adaptado de http://terrassico.lac.pt/index.php?action=rub_aff&rub_id=156&page_id=501)
Posted by Picasa

4 comentários:

Tozé Franco disse...

Mais uma excelente reportagem de um local por onde já andámos...
Um abraço.

lurainbow disse...

Invejoso ... lol a musica era minha . Mas por motivos maiores tive que tirar, o post que criei ñ tem k ter musica mas sim muito silencio.
Beijinhos Prof.melguinha Moura :)
com carinho claro

=^.^= Tarina =^.^= disse...

Gostei de toda a informação... mas isto tem nomes a mais para a minha cabeça... lolol
Deve ser giro ver ao vivo!

beijinho =^.^= tarina

al cardoso disse...

Interesantes essas formacoes calcarias e bonitas paisagens.

Saudacoes fornenses.