23 de abr de 2006

E já lá vão oito dias de Blog! Obrigado a todos!

E já lá vão oito dias de blog... e não posso deixar de demonstrar a minha gratidão por todos aqueles que visitaram os desabafos escritos e fotográficos que o "arqueólogo-moura" decidiu por sua livre vontade, se bem que com a ajuda do sogro Nunes que é um mestre nestas andanças (ver o link "Dispersamente" que tenho referenciado para comprovar o que afirmo), colocar na blogosfera.
Num dos contadores marca mais de 110 pessoas, eu diria que o mais "semítico" e num outro mais avantajado, como eu, cerca de 200 pessoas...o qual não é visível à primeira vista mas depois de clicar num pequeno ícone que se encontra ao lado do contador mais poupado uma vez que conta só uma vez a entrada de um curiososo, mesmo que visite a página várias vezes no mesmo dia, mostra a todos a proveniência de quem aborda o blog.
E tudo em oito dias!! Belo desafio que tenho pela frente! Não defraudar todos os que por aqui passaram...
...e para já nada melhor do que um pastel de Belém compartilhado por e para todos...apesar de parecer pouco higiénico dá um ar de familiaridade entre todos os que por aqui passam!!
Obrigado e não se esqueçam que este blog vai ter actualizações semanais com dicas sobre potênciais sítios merecedores de passeios familiares lúdico-culturais-gastronómicos!!!!!!!!!! É um autêntico três em um na terminologia moderna do marketing, e já deu para ver que o Clube de Arqueologia é um clube muito à frente...

2 comentários:

asn disse...

uhmmm Pastel de nata!
Este da foto tem bom aspecto mas falta-lhe uma coisa insubstituível!
Sentir o seu gosto, saborear o seu paladar, enfim, "morfá-lo", duma assentada!...
Uma ocasião, tinha eu p´raí uns 23/24/25 anos, comi, num casamento 14 pasteis de nata! Não é nada, não é nada, mas sempre são quase dúzia e meia de pasteis de nata!
Força, Moura e demais arqueólogos estagiários.

António Nunes

Nuno disse...

Eu não tenho dúvidas, tu estás mesmo entusiasmado com esta ideia. E devo desde já dizer que não nos tens defraudado. Tens escrito artigos bastante interessantes. Força para continuares.

Um abraço amigo,
Nuno Antão.