11 de jun de 2007

Contagem decrescente...



...para o "Arqueólogo-Moura" levar até à Reserva Natural das Berlengas uma mãos cheias de gente que desconhece este verdadeiro paraíso terreal. É a terceira vez que levo alunos, desta vez 4 turmas do 8º ano de escolaridade, convicto que este será daqueles dias que nunca mais esquecerão dadas as sensações vividas nos dias anteriores, onde algum receio misturado com uma enorme curiosidade acabam por tomar as mentes destes jovens, e o próprio dia que começa bem cedo (7 da matina) com uma viagem de autocarro em direcção a um barco que os levará até cerca de 16 Km para lá da costa. Depois são cerca de seis horas de evasão num espaço que não é raro, é único!!

Este arquipélago é formado pela Berlenga Grande e seus recifes adjacentes, as Estelas e os Farilhões-Forcadas, ao largo de Peniche. Sobressai a ilha da Berlenga que se apresenta em forma de planalto recortado com diversas reentrâncias e pequenas baías que funcionam como portos de abrigo naturais.
Recebeu o estatuto de Reserva Natural em 1981 e tem vindo a tornar-se uma área protegida cada vez mais abrangente, que inclui agora uma área de Reserva Marinha, inserida no contexto de Reserva Biogenética do Conselho da Europa, de Zona Especial de Protecção Especial para Aves e como Sítio da Lista Nacional de Sítios ao abrigo da Directiva Habitats... resumindo, é um sítio fantástico no qual se passa um dia fora de série!!
Posted by Picasa

13 comentários:

rascunhos disse...

Mais um bonito passeio, esse. Aceitam inscrições para "cotas"?

LOOOOOOOOOOOOL

elsa nyny disse...

Msis um passeio deslumbranteeeeee!!!

beijitos!
:)

Ana Patudos disse...

Só conheço as Berlengas de longe, nunca fui lá porque tenho medo de andar de barco, imagina!
Passeei por aqui , o que gosto de fazer e aproveito para o convidar a conhecer melhor o Paúl dos Patudos, espero que goste
abraço
fique bem
Ana Paula

Nuno disse...

Olá Moura!

Eu já tive o privilégio de visitar as Berlengas e, de facto, é um mundo à parte! A começar no embarque e até ao "regresso a terra", a experiência é única. Eu tive a "sorte" de ir num daqueles barcos mais antigos (uma traineira) e a viagem de uns 50 minutos foi espectacular (pelo menos para gosta de andar de barco), com o barco a cortar as ondas. Depois, a paisagem que se tem das Berlengas é fantástica!

Vai ser um dia inesquecível, não tenhas dúvidas! Para ti e para os alunos que vão contigo.

Um abraço,
Nuno.

Luisa disse...

Na minha juventude fui muitas vezes às Berlengas. É um passeio de sonho!Aquelas águas transparentes mas tão frias, aquelas grutas misteriosas, as gaivotas, o farol, as areias tão brancas! E íamos numa traineira de pescadores e havia muitos que enjoavam mas todos os anos repetiam...

=^.^= Tarina =^.^= disse...

ADORO A BERLENGA!!!!!!!!!!!!!!!!!

Vão amar! Isso aí é lindo!

=^.^=

Profundamente disse...

Eu já passei por Peniche, mas nunca fui às berlengas, apenas visitei a antiga prisão Que se Chama "cachias" penso eu que seja esse o nome, almoçamos lá perto e viemos para casa.

Um abraço

Tozé Franco disse...

Que pena tenho de não poder ir, mas estou para Lisboa com 203 traquinas dos 5ª e 6º anos.
Fica para a próxima.
Quarta-feira lá vamos para mais um baptismo de mergulho.
Um abraço.

Anônimo disse...

Caros Marinheiros de Água Doce
Com que então...
Adiar...
Afinal são umas meras onditas de "palmo e meio"...

Moura disse...

Caro anónimo...para o seu comentário resta-me dizer LOL!! Se conhecer o mar e o regime de ventos e correntes naquela costa perceberá que quero dizer, caso contrário...LOL, LOL, LOL!
Gracias pelo coment em forma de chalaça.

Anônimo disse...

Ave Moura,

Indocti discant,

ament meninisse periti...

In petto!
.

Moura disse...

Não haveria outra maneira de dizer : "os ignorantes que aprendam e os que já saibam possam relembrar" ou numa tradução hodierna muito livre: " O QUE TU SABES A MIM JÁ ME ESQUECEU"?

Anônimo disse...

.
Salve Arqueólogo...

Concordo consigo na utilização de uma "tradução hodierna muito livre" para este caso...

já que o asteróide da cintura principal (a 3,2791258 UA), HODIERNA, só descoberto em 22 de Setembro de 1990 (asteróide 21047), tem:

- uma velocidade orbital média próxima de 15,0 km/s ;

- uma inclinação de cerca 4,5º ;

- um período orbital de 2 904,0 dias (quase 8 anos!!!) ;

- uma EXCENTRICIDADE de 0,1767387!!!

Um Abraço
.